Heart to paper- poisonous feelings

First the sun now the moon,
to where you both have gone so fast?
when i will see you both again? 
when the most fallen and destitute person will again receive your afectionate glance of your sweet bluish eyes?
When your sweet words will bring delight to my heart again?
When that 2 divine persons who are most caring will engage the blind on their service again?
Still, the shameless person may remain living 'happily' on his own ilusions of this pereshible world. May they remove this shame for i wish to be with you both again and soon.


21/04/2017- baladev b.

Regras das escrituras- O caminho da serpente- a forma curvada em três pontos- tribhanga deho. Chocolate ou sacrifício?


    Um dos pontos mais discutidos da Santa Bíblia e também nos Vedas é a questão das leis ou regras que o praticante deve seguir visando aproximar-se de Deus ao se tornar puro de coração. Alguns dizem que tais regras ou leis são desnecessárias e que apenas a 'fé' nos livrará de todo mal. Outros dizem que as leis-regras são demasiadamente essenciais para o avanço espiritual. Levando as duas opiniões em consideração, vamos ver o que as escrituras dizem sobre este tópico e reconciliar as aparentes contradições nelas contidas.
Primeiramente o próprio Senhor Jesus disse que não veio para destruir a lei, e sim para cumpir-la. Esta bem claro que Jesus não era contrário ás leis de Moisés, então porque às vezes, ele ás criticou? Simplesmente porque ele queria enfatizar a consciência-intenção por trás da ação e não porque queria invalidar as leis-regras como vários cristãos pensam. Para clarear este ponto temos que compreender que toda situação deve ser ajustada de acordo com a atitude interna de cada pessoa e também de acordo com as circunstâncias. Nos Vedas também, como no segundo verso do livro “Upadesamrta”, encontra-se a seguinte declaração: “Seguir as regras com zelo excessivo ou de forma fanatica, é uma ofensa no caminho da devoção a Deus”. Tanto na Bíblia quanto nos Vedas, foi dito que seguir as leis-regras somente por segui-las, de forma fanática, pensando ser melhor que o outro simplesmente por tais hábitos externos, é contrário á lei da fé e da devoção pregada pelos profetas e Deus. Para os judeus, que eram circuncisados e seguiam as leis, Jesus quis mostrar que seguir todas as leis sem o objetivo de progredir na fé e sem aceita-lo (a Jesus) como o filho de Deus, resultaria em um grande pecado para eles. Os judeus também se julgavam superiores simplesmente por seguir estas leis sem considerar o avanço interno na fé de cada um, principalmente aqueles que andavam com o próprio Senhor Jesus. (Na Índia o mesmo ocorre com os orgulhosos brahmanas de casta que se julgam superiores simplesmente por terem nascidos em famílias brahmínicas e terem feitos certos rituais védicos). Sendo assim, Jesus disse: “Deve-se ter cuidado com o que sai da boca e não com o que entra”. Falando isso, ele não queria indicar que ninguém deve seguir as leis referente a alimentação e oferenda apropriada e sim que ela deve ser seguida para a purificação interna e essência da língua, que é o sentido da fala. Se alguém segue as leis-regras de alimentação pura, mas vive criticando outros se sentido superior (fanatismo) simplesmente por este ‘puro’ hábito externo, então tais regras não o ajudará em nada. Apenas o orgulho e as ofensas vão aumentar dentro dela. Por isso Jesus e os apóstolos por vezes disseram: “Esqueçam estas leis”. Óbvio que isto não significa que eles eram contra a lei como Jesus mesmo disse, mas sim contra a maneira com que ela era encarada pelos judeus. A atitude interna é mais importante do que a externa embora a externa também deva ser respeitada. São Thomaz de Aquino também dividiu as regras de acordo com código sociais-morais e espirituais. Esta é a conclusão. Por isso, em Coríntios, Paulo repetidas vezes parece contradizer suas palavras prévias. Com isto ele queria ensinar que a consciência com a qual o ato é praticado é muito mais importante do que o ato em si. Apóstolo Paulo confirma este fato quando diz em Romanos 8.27: “E aquele que examina os corações, sabe qual é a intenção do espírito, e é ele que segundo Deus intercede pelos santos”. A história de Cain e Abel também ilustra este ponto. Claro que muitos usarão tais passagens para justificar sua inabilidade de obedecer as regras-leis de Deus. Outros iriam preponderar estarem muitos puros internamente mesmo tendo várias impurezas internas como luxúria etc, simplesmente para ficarem livres da lei-regras. Porém Deus está presente no coração de todos, não há como engana-Lo.
Agora sobre as circunstãncias, Nos Vedas também há passagens como a história de Viswamitra e Indra que justificam que a lei-regra deve ser seguida de acordo com as circunstãncias. Uma vez, o Sábio Viswamitra estava no deserto com seus discípulos e estavam com muita fome, não tendo nada para comer. De repente avistaram um cachorro e alguns propuseram mata-lo e come-lo. Viswamitra inicialmente não gostou da Idea visto que é inapropriado para um espiritualista comer animais, e após considerar a situação, resolveu matar o cachorro e dividir a carne para que eles não morresem de fome. Quando ia matar o animal, Indra-dev apareceu no local e reprimiu Viswamitra dizendo: “Ó, você não deve matar este animal, um brahmana não deve matar animais nem come-los de forma alguma”. Houve então uma longa discussão e Viswamitra concluiu dizendo que ele não incorreria em pecado algum se, nesta situação inesperada, comesse o animal para não morrer de fome e que este ato não iria contaminar sua consciência, pois a alma é diferente do corpo. No caso da multiplicação dos peixes, Srila Gurudev também disse que em certas ocasiões extremas onde não há outros alimentos, grãos, frutas, vegetais etc, o ato de comer animais não é pecado. Muitos usam isto para comer carne livremente, porém no Brasil este exemplo é inadequado visto que as terras são abundantes e boas para plantio.
Da mesma forma, na Bíblia, quando o anjo disse a Pedro para comer os animais que Deus havia purificado, ele primeiramente disse: “Nunca comi nada impuro”. Isto indica que Pedro mesmo tendo vivido com Jesus três anos, seguia todas as leis. Outra vez, Paulo declarou: “Vocês podem comer toda carne do açougue”. Ele disse isso porque os alimentos ‘puros’ dos judeus eram oferecidos aos ídolos e não á Deus. Da mesma maneira, quando o Senhor Sri Chaitanya Mahaprabhu estava peregrinando no sul da Índia, ele não comia nada que lhe era oferecido pelos adoradores de vários deuses, mesmo se fosse aparentemente ‘puro’- vegetariano. Assim, eles ensinaram que mesmo se o alimento é ‘puro’ mas foi oferecido a qualquer outra entidade-deidade que não seja Deus, deve ser considerado impuro do ponto de vista absoluto-espiritual. Alguns cristãos também são contra o espiritismo, porém se alguém estuda as instruções de Paulo, irá detectar que a todo tempo ele fala da importância da purificação do espírito (alma) ao invés da carne- corpo físico. Abraão também estava pronto para matar o próprio filho ao escutar a voz de Deus pedindo isto. O ensinamento importante aqui é que qualquer coisa ou alimento que foi purificado ou ordenado diretamente pelo Senhor, deve ser considerado puro mesmo que não pareça ser do ponto de vista externo. Qualquer ordem que vem diretamente de Deus deve sobrepor qualquer outra regra. Por isso também Srila B.V.Swami Prabhupad disse em uma carta direcionada a um de seus discipulos: ”Não somos nem Jainistas nem Budistas, cuja propaganda é ir contra a matança de animais. Até mesmo vegetarianos que não tomam o alimento purificado por Deus (krsna-prasad) são tão pecaminosos quanto os não-vegetarianos”. Assim, fica claro que a principal-espiritual regra quanto a isso é que deve-se obedecer as ordens de Deus e ofere-Lo apenas os alimentos permitidos nas escrituras e principalmente oferece-las a Deus com amor e devoção. A conduta ideal é que deve-se comer apenas os alimentos apropriados (permitidos na particular escritura do respectivo praticante) apenas após oferecê-los e então purificados em nome de Deus. Isto é muito importante para aqueles que desejam progredir no caminho do amor a Deus visto que a língua é o primeiro sentido que deve ser controlado para o avanço espiritual, tanto referente ao alimento quanto no sentido da fala (Por comer apenas alimentos purificados por Deus e cantar Seu Santo Nome, o praticante progride rapidamente no caminho de volta ao lar eterno). Por outro lado, os judeus fariseus da época e devotos fanáticos dão importância apenas aos alimentos em si e é aí que esta sua falta. Porém, visto que receber ordens diretamente de Deus ou de Seus profetas é muito raro, a conduta ideal é que o praticante ofereça a Deus (com devoção) apenas os alimentos permitidos nas leis-regras de sua religião particular e nada além disso. A pessoa deve fazer isso com o único objetivo de fortalecer sua fé e amor a Deus e não com qualquer outro propósito, como o de se julgar melhor que os outros simplesmente por seguir tais leis-regras. Não se deve criticar desnecessariamente aqueles que não seguem as leis-regras e sim ter amor e misericórdia por todos. Assim um dia eles também podem se tornar bons espiritualistas-religiosos. Do contrário, certamente incorrerá em pecado, tanto aqueles que não seguem as leis-regras quanto àqueles que as seguem com fanatismo. Esta é a conclusão deste tópico de acordo com os ensinamentos dos profetas-Gurus. Amor implica sacrifício. Fé implica em obedecer as palavras das escrituras.

baladev b.

2000609 Badger Why should He be another thing Srila Prabhupada is a Manjari

Sem escapismo

É um erro se alguém pensa que mudar seu ambiente ou circunstâncias irá aumentar suas chances de servir Krishna e as Gopis. No meio do seu ambiente adverso, utilize justo este ambiente para Seu serviço e os obstáculos se tornarão seu melhor amigo e ajuda no caminho deste serviço a Krishna e Seus devotos. Não há lugar para escapismo no domínio de bhakti. (Swami Sadananda)

Como dito acima, o aspirante por uma vida espiritual real e progressiva deve estar disposto a aceitar seus problemas de forma positiva e sabendo que ele mesmo foi a causa de tais problemas (em vidas passadas, fruto de suas próprias más ações) continuar sua prática devocional com fé e determinação inabalável. Se alguém que procura na espiritualidade ou religião, uma forma de escapismo de seus próprios problemas justo como o falso renunciante que se muda para a floresta, estuda a vida de santos fidedignos de todas as religiões Teísta como, Santa Tereza Davila, Tukarama, Tulasidas, Ali, Meera Bhai e tantos outros, se decepcionará ao saber que apesar de todos os problemas, eles não só nunca pediram a Deus para resolve-los como vários deles como Kunti-devi, pediram para Ele enviar mais e mais problemas e assim eles lembrariam Dele (de Deus) dia e noite sem cessar. Nenhum deles também desejavam se tornar famosos ou serem adorados pelo povo e de fato foram perseguidos e então considerados santos apenas depois de deixar este mundo, pois "Aqueles que reinam aqui lamentarão lá". De fato, eles pensavam que deveriam sofrer muito mais, mas por misericórdia divina, estavam sofrendo menos que deveriam. Esta é a mentalidade correta e a pessoa deve ser forte e realista o suficiente para com fé, determinação e serviço, continuar seu processo de evolução. "Deus não é para corações fracos" diz o devoto puro.

Sadananda vani

Eu sei que as pessoas no ocidente caem como moscas no mingau quando um indiano ‘de carne e osso’ e um dito ‘Vaishnav’ ou yogui aparece, pois todos esperam por alguma magia e ‘milagres’ de um ‘guru’ para repentinamente resolver os conflitos de sua vida, se não os físicos, pelo menos os mentais. Você sabe bem que eu não concedo mantras (como aquele tal yogui faz), nem misticismo. Primeiro eu desconstruo, então construo algo novo, sobre uma fundação limpa. Ninguém gostará disto e muitos julgarão estarem perdendo algo. É meu dever de sentença avisar a todos vocês: Vocês devem ser livres. Confiança, mais confiança!
(Swami Sadananda- carta)

Apenas uma alternativa.

   Mesmo que o materialista diga que não acredita em pessoas ou objetos que ele não possa palpar ou ver com seus próprios olhos, como por exemplo- Deus em Pessoa, ainda sim ele mesmo, através da lógica, conclui que a faculdade com qual ele pensa- a mente, que também é invisível ao seu próprio olho mundano, na verdade, existe. Da mesma maneira, o espiritualista treinado na prática espiritual, mesmo que não possa ver sua própria alma e também a super-alma- Deus, ainda sim ele pode identificar que existe uma alma transcendental dentro do seu ser e que esta alma é que dá vida a todos os outros elementos, como a mente, inteligência, falso ego, terra, água- corpo físico etc. Ele também realiza que o verdadeiro amante da alma- Deus, também existe e se faz presente dentro dele (da alma) como também fora- como o Senhor Criador de tudo e de todos. Quando o fogo do desejo mundano é extinguido da mente e do coração pela chuva da misericórdia divina atraída pela prática espiritual estrita e determinada, a alma se torna totalmente pura e satisfeita, e quando ela (alma) deixa o corpo físico e sutil- composto pela mente, intelecto, e falso ego, ela (alma) toma sua eterna forma e alcança o mundo espiritual, com seu novo corpo composto por elementos transcendentais-sat-cit-ananda. Por outro lado, o materialista que constantemente se vê em um oceano de problemas, lamentações e medos, devido a sua oposição ao serviço a Deus e Seus devotos, é preso neste mundo material pela corda da própria arrogancia de se considerar 'mestre' de si mesmo ou de outros ou até mesmo se considerar ser igual (ou melhor) do que Deus. Portanto se alguém deseja seu próprio bem estar eterno, não deve ser invejoso do Senhor Supremo- o desfrutador constitucional de tudo e de todos, e ao invés disso, deve render-se a Ele e presta-lhe serviço amoroso, o qual, por natureza, concede infinito deleite á alma.

baldev b.

1999 MALASAIA SRILA BHAKTI PRAJNANA KESHAVA MAHARAJA APP DAY PM PART 2

Srila B.Thakur- Espanhol


"Después del tiempo de Śrī Caitanya Mahāprabhu, aquellos fieles a Él se mantuvieron alejados de los no devotos, para evitar contaminación. Viendo esto, la personalidad de Kali envió a sus representantes disfrazados para contaminar la Vaiṣṇava sampradāya. Presentándose como Vaiṣṇavas, ellos difundieron sus doctrinas perversas doctrinas, Y parecía tan inteligente y dedicado que sólo los devotos puros podían detectar su identidad real. Muchos devotos -- no sólo los más neófitos – fueron encantados por sus trucos. De esta manera los agentes de Kali introdujeron expertamente karma, jñāna, y anyābhilāṣa en la Vaiṣṇava sampradāya y causó que el suddha-bhakti desapareciera del mundo". ~ Śrīla Saccidānanda Bhaktivinoda Ṭhākura (Sajjana Tosani 18.2.13-14 (1915)

Traducion- Javier Rodolfo

Ensinamentos de Srila B.V.Puri Goswami Maharaj- espanhol

"aṇubhyaś ca mahadbhyaś ca
śāstrebhyaḥ kuśalo naraḥ
sarvataḥ sāram ādadyāt
puṣpebhya iva ṣaṭpadaḥ.
(Śrīmad-Bhāgavatam 11-8-10)
El ṣaṭpadaḥ es la abeja que colecta la miel. Él puede ir a una flor la cual es muy grande pero no contiene tanta miel. Sin embargo la abeja no ve el tamaño de la flor, pero cualquier miel que contenga la flor, la abeja tomará esa cantidad. De la misma manera, sarvataḥ sāram, en todos lados podemos ver algunas buenas cualidades. Cada entidad viviente posee buenas y malas cualidades, pero el devoto vera sólo lo bueno en ellos. Esta actitud es como la función de la abeja: recolectar miel. Pero la mosca nunca ira al lugar perfumado, ella será atraída sólo a lo desagradable, lugares sucios o al agua del desagüe. Los sādhus son como las abejas, ellos nunca aceptan las malas cualidades. Donde quiera que ellos van, los sādhus quieren equiparse ellos mismos con las buenas cualidades de otros. Ellos no ven lo malo en otros, permitirles disfrutar. Pero sólo aceptan lo bueno en ellos. Eso debes hacer. Sólo entonces puedes florecer. Eso es bhajana". ~ Śrīla Bhakti Vaibhava Purī Gosvāmī Mahārāja (Vṛndāvana 16-02-1992)


" Si realizas bhajana, nadie será capaz de destruirte. Al contrario, obtendrás un enorme poder más allá de tus expectativas. Pero si Si te llevas por ella, te habrás ido. Serás engañado, defraudado. Bhagavān le gusta sobornar al devoto, “Por favor toma esta remuneración. Haz hecho mucho servicio”. Él no le gusta estar en deuda con nadie, por lo tanto lo que sea que tú quieras Él te lo dará. Es por eso que uno de Sus nombre es Kṛtajña. Pero si el devoto no acepta Su soborno, en ese punto el bhakti vendrá. Debes ser como Prahlāda Mahārāja [quien no aceptó las ofrendas del Señor]. Tú también debes ser muy estricto [por dentro]. Exteriormente se puede hablar y mezclar con otros, pero internamente no debes mezclar. La gente no debe conocer tu corazón. Y tu deber es obtener la esencia, las buenas cualidades de otros. No debes estar satisfecho de que posees buenas cualidades. Debes pensar, 'Existen muchas personas buenas y dignas en el mundo. Dejame tomar sólo las buenas cualidades' ". ~ Śrīla Bhakti Vaibhava Purī Gosvāmī Mahārāja (Vṛndāvana 16-02-1992)

Traducion por Javier Rodolfo prabhu

In honor to tirobhav tithi of Sri Srimad Bhakti Gaurav Vaikhanas Goswami Maharaj- 28/01/2017

    One of the most proeminent disciple of Srila Prabhupad S.Thakur, Sri Srimad Bhakti Gaurav Vaikhanas Goswami Maharaj, the sanyassi guru of Srila B.D.Madhav, Srila B.J.Janardan and Srila B.P. Puri Goswamis and many others ....
    Below a lecture of Guru Maharaj Srila Tirtha Goswami about His glories:
    Parampujyapad Srimad Bhakti Gaurav Vaikhanas Maharaj appeared in 1877 on Pratipad-tithi during the dark fortnight in the month of Kartik. On 22nd January 1966, at the age of 89, he en...tered in to the mid-noon eternal pastimes of Sri Radha Krishna in the village Gonju, Distt. Ganjam.
    He had detachment to the worldly life. After seeing the portrait of Srila Prabhupad Bhakti Siddhanta Saraswati Goswami Thakur, he got attracted and completely surrendered to him. He accepted the shelter of Prabhupad in Sri Mayapur. In 1933, he took Harinam and Diksha.
    His earlier name was Sri Ujjvaleswar Patyayoshi and he served as a priest in the court of the king of Radgad district in Orissa. Seeing his extraordinary scholarliness, the king gave him the designation ‘Patyayoshi’.
    He was named Sri Ujjwal Rasananda Das after taking diksha from Srila Prabhupad. In the year 1934 after taking tridanda sannyas, he became known by name Tridandi Swami Srimad Bhakti Gaurav Vaikhanas Maharaj. On the Appearance day of Sriman Mahaprabhu, he accepted sannyas at Sri Yogpitha.
    In a rented house in Barhampur and in Gonju, he established Sri Saraswat Ashram. There he installed Sri Guru Gauranga Kishori Kishoranand Deities. He stayed there till the fag end of his earthly pastimes. At Tota-Gopinath temple in Puri, Our Most Revered Srila Gurudev Nityalila-pravista Om Vishnupad Srila Bhakti Dayita Madhava Goswami Maharaj was the first to accept sannyas from him. Later, Parampujyapad Srila Bhakti Pramode Puri Goswami Maharaj accepted sannyas from him at Champahati, Pujyapad Srimad Bhakti Saudh Ashram Maharaj accepted sannyas from him at Dumdum Math and Pujyapad Srimad Bhakti Jivan Janardhan Maharaj of Sri Gaur-vani Vinod ashram in Kharagpur also took sannyas from him.
    During the time of Prabhupad and later, Srila Vaikhanas Maharaj used to deliver speeches full with devotional conclusions in Sanskrit language. Even at his very old age, he had a strong remembrance power. I had heard him eloquently chant the prayers to the womb of Devaki, Prayers of Brahma, 5 chapters of Lord’s Rasa description, Prayers of Prahlad, Prayers of Gajendra, Prayers in Brahma Samhita, Prayers of Sri Rupa and Raghunath, entire Srimad Bhagavad-Gita and veda-mantras. He was an expert in mantra and tantra. He had also delivered a Brahmana, who became a Brahma-daitya, from the body of the spirits.
    By the request of Our Most Revered Srila Gurudev, Srimad Bhakti Gaurav Vaikhanas Maharaj had foot his holy foot prints in Hyderabad. Srila Gurudev, himself holding an umbrella, brought Srila Vaikhanas Maharaj with great grandeur.


Morte gloriosa ou caótica?

A morte é certa para todos, mesmo que os cientistas continuem a enganar o povo falando que conseguirão em breve acabar com a morte, ainda sim ela é certa e está sob as leis de Deus, ninguém pode ou poderá mudar isto. Este mundo não é para sermos felizes com as coisas daqui e sim um lugar de aprendizado. Todas as entidades vivas podem fazer um bom proveito neste mundo ao seguir as palavras dos santos e escrituras e ter uma vida exitosa e uma morte gloriosa. O espiritualista tem uma morte gloriosa enquanto o materialista tem uma morte caótica. Fisicamente falando, os Puranas descrevem que o materialista morre em tremenda lamentação e sofrimento, sua face fica aterrorizada e feia enquanto sua alma vai aos planetas infernais saindo pelo seu anus, causando a defecação no momento da morte caótica. A 'morte' do espiritualista é justo o oposto, Eu tenho visto isso com meus próprios olhos. Como meu Guru-dev ficou mais bonito e resplandescente quando estava partindo deste mundo. Sua face estava tranquila, deleitante e lágrimas de amor puro corria pelos olhos. Neste caso a alma sai por algum orifício superior do corpo (boca, narinas, ouvidos) e não há nenhum sinal nem mesmo de desconforto seja ele físico, mental ou espiritual. Este é o resultado de uma vida dedicada aos ensinamentos das escrituras sagradas e todos tem o direito de escolher que vida seguir, como morrer e qual será nosso destino após a morte e isto deve ser feito desde já pois na velhice ninguém pode praticar vida espiritual.
Foto- O Brahmana Ajamil sendo salvo pelos mensageiros de Vishnu das mãos dos mensageiros do senhor da morte quando estava prestes a morrer. Isto foi porque Ajamil havia praticado vida espiritual desde muito novo e mesmo tendo cometido vários pecados em sua fase adulta, ele pôde lembrar o nome de Narayan na hora da morte e então foi salvo da morte caótica. Depois deste incidente, ele foi a Haridwar, as margens do Ganges, aperfeiçoou seu espírito e foi ao reino de Deus de onde nunca mais voltará

Baldev b.

Movendo-se por linhas tortas

"Na filosofia de Friedrich Hegel, a Verdade progride através de tése, antitese e então sintese. A verdade move de maneira turva (Jesus tb disse 'Deus escreve certo por linhas tortas' - neste sentido ele disse isso). Na filosofia do Gaudiya Vaishnavismo a palavra 'vilasa' significa 'movimento lúdico, deleitante'. Você pode entender isto como significando que o Absoluto (Deus) está absorto em brincar. E isto é manifestado de uma maneira trapaceira. Uma serpente se move em zig zag, similarmente o movimento do Absoluto não é reto. Os divinos passatempos (atividades transcedentais) do Senhor é alguma coisa como isto. Isto é similar á ideia de Hegel- que a verdade se move através de uma linha torta através de tese, antitese e então sintese. Desta maneira a verdade é dinâmica, desenvolve e progride. O alemão Hegel foi o mais profundo pensador entre os filósofos ocidentais. Claro que existiram outros grandes eruditos alemães como Max Muller e outros. De fato, a Alemanha tinha uma admiração tão grande pela cultura da India que alguns livros que não mais podem ser encontrados hoje na India, podem ser encontrados na Alemanha.


  (Srila B.R.Sridhar Goswami)

Na era de Kali, somente o Nome

Srila Gurudev: “De krushna veio Krista e de Krista veio Cristo, Cristo é o mesmo que Krishna e então você pode cantar o nome de Cristo, ou Jeová, ou qualquer nome de Deus que você deseje”.
O importante nesta atual era é pronunciar, cantar ou recitar o Nome de Deus, Vishnu, Cristo, Krishna, Rama ou qualquer outro Nome autorizado de Deus. Dentre eles o Maha mantra é o melhor, maha ker dizer melhor ou maior e mantra é aquelas sílabas sagradas que não apenas libera a mente de toda impaciencia, insatisfação, luxúria etc.. mas conecta a alma com Deus fazendo com que a alma se sinta satisfeita em qualquer circunstancia que o destino a impõe. Em outras eras, meditação comum (astanga-yoga), sacrifício e puja (adoração á deidade) era o processo, porém nesta era o Senhor investiu toda sua misericórdia e potência no seu Nome Da Bíblia: "Louvado seja o santo Nome". Dos Vedas: "Não há outro processo de liberação nesta era a não ser a recitação do Nome". Sendo assim aqueles que recitam o Nome receberão a misericórdia divina. Basta recitar o Nome ou o Maha mantra por alguns minutos pela manhã que a pessoa sentirá os efeitos rapidamente. O processo mais fácil e poderoso é concedido na era mais baixa. Maior a necessidade maior a misericórdia. Não há nenhuma regra para recitar o Nome.

Baldev b.